Parâmetros para um Projeto mais Sustentável

Os passos que conceituam um projeto sustentável podem se desdobrar de maneiras diferentes a cada nova tecnologia lançada no mercado. A ideia é utilizar todos os recursos possíveis para equilibrar um projeto, considerando o clima e o entorno e atender ao máximo as premissas a seguir:

Escolha do terreno:

Respeitar legislação local quanto a áreas de proteção ambiental;

Implantação visando orientação favorável ao clima local;

Proteção à formação de ilhas de calor;

Uso de vegetação para regular a temperatura do entorno;

Aproveitamento da topografia;

Transporte e acessibilidade de pessoas e insumos.

Materiais e Recursos:

Uso de materiais locais, com propriedades térmicas adequadas ao clima;

Dependendo da escala, incentivar sistemas construtivos vernaculares com aporte tecnológico contemporâneo;

Uso de materiais de construção de baixo consumo energético, reutilizados, reciclados ou recicláveis;

Escolha de materiais considerando o conforto térmico, acústico e lumínico;

Considerar manutenção e durabilidade;

Considerar emissões nocivas no ciclo de vida do material;

Projeto com espaços específicos para reciclagem;

Uso de materiais certificados;

Minimização de resíduos da obra e previsão de sua reciclagem e/ou destino.

Tecnologias ativas e passivas:

Uso de sistemas de ventilação e iluminação natural;

Uso proposital do sombreamento ou insolação de fachadas conforme o clima;

Balanceamento da proporção de aberturas nas fachadas conforme o clima;

Recursos para diminuição da carga térmica e do consumo de energia elétrica para o conforto térmico;

O uso de energias renováveis, cogeração e outras tecnologias;

Uso de lâmpadas e luminárias eficientes - LED;

Uso de controle de presença e para diminuição de energia.

Redução e reuso da água:

Captação da água de chuva para irrigação, limpeza, descargas;

Medição individual (por unidade) do consumo d’água;

Cisternas ou sistemas artificiais para armazenamento de águas pluviais;

Cálculos de redução de consumo, energia, impactos.

Avaliação financeira:

Avaliações de custos de investimentos e tempo de retorno;

Análise comparativa da eficiência energética predial.

Amenidades:

Fatores criativos não necessariamente ligados à eficiência energética, mas que tragam qualidade ao prédio eficiente;

Funcionalidade;

Estética;

Inovações tecnológicas.

Featured Posts
Posts Recentes
Search By Tags
Nenhum tag.

AEFI - Associação de Arquitetos, Agrônomos e Engenheiros de Foz do Iguaçu

 

 Alameda Sarandi, 19   |   Jardim Itamaraty   |   CEP: 85863-050   |    Foz do Iguaçu - PR   |   Tel.: (45) 3573-1723   |   E-mail: aaefifoz@gmail.com

  • Instagram ícone social
  • Facebook App Icon